Gastos com material escolar poderiam cair pela metade se não fosse tributação

Mesmo tendo abatimento no Imposto de Renda, os gastos com educação pesam no orçamento, especialmente no início do ano, quando é preciso pagar matrícula e ainda comprar o material escolar. Vale lembrar que se não fossem os impostos, o valor da lista de material escolar cairia quase que pela metade.

Em pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), materiais como a caneta, tem 47,49% de impostos e a régua com 44,65%. O levantamento considera a incidência tributária em outros itens da lista escolar, como por exemplo, a cola (42,71%), o estojo (40,33%), a lancheira, (39,74%), o fichário (39,38%), o papel sulfite (37,77%), a agenda (43,19%), e o caderno (34,99%), todos esses encargos são embutidos nos preços dos produtos apenas para pagar os tributos federais, estaduais e municipais.

O advogado tributarista Diogo Berbel comenta a situação.

https://www.paiquere.com.br/wp-content/uploads/2019/01/diogo-01.mp3

A pesquisa, mesmo sendo um mecanismo antigo, é ainda o mais funcional na hora da compra, com possibilidade de conseguir um preço menor nos materiais escolares.

fonte

CONTATE QUEM COMPREENDE DE COMUNICAÇÃO!

Não importa o tamanho do seu projeto, nós temos a solução ideal. Nosso trabalho de qualidade consegue atingir os passos necessários para o sucesso de sua comunicação!

Vamos conversar?

Envie uma mensagem. Também estamos no Facebook. Curta nossa página

FACEBOOK INOVE
INOVE CURSOS

(43) 9 9991.9646

Se preferir ligue pra gente 43. 3342 4815 Rua Rosanis Muniz Silva, 90

    Seu nome (*)

    Seu e-mail (*)

    Sua mensagem

    Mesmo tendo abatimento no Imposto de Renda, os gastos com educação pesam no orçamento, especialmente no início do ano, quando é preciso pagar matrícula e ainda comprar o material escolar. Vale lembrar que se não fossem os impostos, o valor da lista de material escolar cairia quase que pela metade.

    Em pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), materiais como a caneta, tem 47,49% de impostos e a régua com 44,65%. O levantamento considera a incidência tributária em outros itens da lista escolar, como por exemplo, a cola (42,71%), o estojo (40,33%), a lancheira, (39,74%), o fichário (39,38%), o papel sulfite (37,77%), a agenda (43,19%), e o caderno (34,99%), todos esses encargos são embutidos nos preços dos produtos apenas para pagar os tributos federais, estaduais e municipais.

    O advogado tributarista Diogo Berbel comenta a situação.

    https://www.paiquere.com.br/wp-content/uploads/2019/01/diogo-01.mp3

    A pesquisa, mesmo sendo um mecanismo antigo, é ainda o mais funcional na hora da compra, com possibilidade de conseguir um preço menor nos materiais escolares.

    fonte

    Open chat
    1
    Olá, está precisando de assessoria? Vamos conversar?